O olhar das crianças/adolescentes sobre a pandemia Covid-19 e a psicologia

Contenido principal del artículo

I. Alcobia
C. Claro
María Lapa Esteves

Resumen

É impossível ficarmos indiferentes à pandemia Covid-19, é impossível não constatar que os efeitos vão ser globais, geracionais e nas mais vastas áreas da vida humana. Com este estudo, numa amostra aleatória, a partir dasferramentas possíveis dentro decasa, pelas redes sociais (entre os amigos e conhecidos, e conhecidos e amigos dos amigos), pretendeu-se desde já procurar perceber qual o olhar das crianças face a esta crise, conhecida por “quarentena”, “pseudoférias”, “guerra”, “pausa forçada da escola”, “inimigo oculto” e como pode ou poderá a psicologia intervir de uma forma positiva e simplificada. Sendo as crianças os alicerces da sociedade de amanhã, como percebem todas estas mudanças, todas alterações, as decisões repentinas que governo e sociedade incitam-nas a cumprir, bem como aos seus pais. Terão as crianças/adolescentes mais ou menos consciência do que se passa e da abrangência do problema, e de que modo sentem que há solução e qual é. E a haver mudanças numa tomada de consciência eletiva, poder-se-á falar em prevenção, em construção de novas mentalidades ou mesmo no nascimento de um Admirável Mundo Novo?!...

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Detalles del artículo

Sección
Artículos
Biografía del autor/a

I. Alcobia, Universidad de Extremadura

Universidade Autónoma de Lisboa

C. Claro, Universidade Autónoma de Lisboa

Universidade Autónoma de Lisboa

María Lapa Esteves, Universidade Autónoma de Lisboa

Universidade Autónoma de Lisboa

Citas

Costa, R. (2020, Março 09). Coronavírus: “como se falassem do papão”. TSF – Rádio Notícias. Retirado de https://www.tsf.pt/programa/tsf-pais-e-filhos/coronavirus-como-se-nos-falassem-do-papao-11903310.html

Fernandes, I., Barroso, I., Ferreira, A., Branco, M., Ladeiras, A., Veloso, C., Pinto, F., Osório, T., Relvas, M., Sousa, O., Brandes, H., & Fuertes, M. (2018). Estudo comparativo acerca do comportamento e comunicação materna e paterna em atividade conjunta com os seus filhos de idade pré-escolar. Análise Psicológica, 36(3), 295–310. https://b-on.ual.pt:2238/10.14417/ap.1240 consultado a 21/03/2020 às 23:29

Hoemann, K., Xu, F., & Barrett, L. F. (2019). Emotion words, emotion concepts, and emotional development in children: A constructionist hypothesis. Developmental Psychology, 55(9), 1830–1849. https://bon.ual.pt:2238/10.1037/dev0000686

Kivisto, K. L., Welsh, D. P., Darling, N., & Culpepper, C. L. (2015). Family enmeshment, adolescent emotional dysregulation, and the moderating role of gender. Journal of Family Psychology, 29(4), 604–613. https://bon.ual.pt:2238/10.1037/fam0000118

Manczak, E. M., DeLongis, A., & Chen, E. (2016). Does empathy have a cost? Diverging psychological and physiological effects within families. Health Psychology, 35(3), 211–218. https://bon.ual.pt:2238/10.1037/hea0000281

Ordem dos Psicólogos Portugueses (2020, Março 15) Como explicar a uma criança a importância das medidas de distanciamento socialeisolamento? Ordem dos Psicólogos Portugueses. Retirado de https://www.ordemdospsicologos.pt/ficheiros/documentos/covid_19_criancas_.pdf consultado a 22/03/2020 às 01:01

Rich, M. (2020) 6 Ways parents can support their kids through the coronavirus disease (COVID-19) outbreak. Unicef. Retirado de https://www.unicef.org/coronavirus/6-ways-parents-can-support-their-kids-throughcoronavirus-covid-19

Speidel, R., Wang, L., Cummings, E. M., & Valentino, K. (2020). Longitudinal pathways of family influence on child self-regulation: The roles of parenting, family expressiveness, and maternal sensitive guidance in the context of child maltreatment. Developmental Psychology, 56(3), 608–622. https://bon.ual.pt:2238/10.1037/dev0000782.supp (Supplemental) consultado 21/03/2020 às 23:29