Promoção da literacia para a não-violência e cidadania ativa ao longo do ciclo vital

Contenido principal del artículo

Cláudia Balula Chaves
Emília de Carvalho Coutinho
Paula Batista Nelas
Rui Manuel Tavares Dionisio
Carla Cruz
Sónia Costa

Resumen

A violência que ocorre nas relações familiares é um subtipo da violência interpessoal e, por sua vez, é dividida em violência entre parceiros íntimos, violência contra a criança e o adolescente e violência contra o idoso (Zuma, 2005). Esta é uma proposta de intervenção-ação em contexto comunitário na região do interior de Portugal de modo a prevenir maus-tratos contra crianças e jovens, prevenção da violência nas relações de intimidade e género e contra pessoas idosas. Tem como objetivo: Promover a literacia no âmbito da prevenção da violência ao longo do ciclo vital e cidadania ativa na comunidade; Sensibilizar a população alvo para a prevenção da problemática e informar das respostas existentes em contexto de prevenção da violência. A equipa do projeto pretende aumentar o nível de literacia em como prevenir a violência e desenvolver um manual de boas práticas com base na monitorização e intervenções realizadas, integrando o foco da promoção da não-violência em crianças e jovens desde o pré-escolar até ao ensino superior e na prevenção da violência da pessoa idosa com foco na gestão de conflitos e do stress nos prestadores formais de cuidados das Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS). A capacitação das pessoas para a prevenção da violência tem especial relevância na melhoria da auto-estima e autonomia e com benefícios ao nível da saúde individual e coletiva.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Detalles del artículo

Sección
Artículos
Biografía del autor/a

Cláudia Balula Chaves, Universidad de Extremadura

Instituto Politécnico de Viseu

Emília de Carvalho Coutinho, Instituto Politécnico de Viseu

Instituto Politécnico de Viseu

Paula Batista Nelas, Instituto Politécnico de Viseu

Instituto Politécnico de Viseu

Rui Manuel Tavares Dionisio, Instituto Politécnico de Viseu

Instituto Politécnico de Viseu

Carla Cruz, Instituto Politécnico de Viseu

Instituto Politécnico de Viseu

Sónia Costa, Instituto Politécnico de Coimbra

Instituto Politécnico de Coimbra

Citas

ARS Alentejo, I.P. (2017). Ação de Saúde Sobre Género, Violência e Ciclo de Vida. http://www.arsalentejo.minsaude.pt/utentes/saudepublica/AreasSaude/SaudeMental/Paginas/A%c3%a7%c3%a3o-de-Sa%c3%badeSobre-G%c3%a9nero, -Viol%c3%aancia-e-Ciclo-de-Vida.aspx

Direção-Geral de Saúde (2016). Violência interpessoal: abordagem, diagnóstico e intervenção nos serviços de saúde. 2ª edição. Lisboa, Portugal. https://www.dgs.pt/documentos-e-publicacoes/violencia-interpessoalabordagem-diagnostico-e-intervencao-nos-servicos-de-saude-pdf.aspx

Rodrigues, L. S., & Chalhub, A. A. (2014). Contextos familiares violentos: da vivência de filho à experiência de pai. Pensando familias, 18(2), 77-92. http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-494X2014000200007&lng=pt&tlng=pt.

Zuma, C. E. (2004). A visão sistémica e a metáfora de rede social no trabalho de prevenção de violência intrafamiliar em comunidades. Rio de Janeiro, Nova Perspectiva Sistêmica, ano XIII, (23).

Zuma, C. E. (2005). Em Busca de uma Rede Comunitária para a Prevenção da Violência na Família. III Congresso Brasileiro de Terapia Comunitária, Fortaleza, 7 a 11 de setembro de 2005. http://www.noos.org.br/acervo/Embuscadeumaredecomunitariaparaaprevencaodaviolencianafamilia.pdf