Saúde em crise

Contenido principal del artículo

Dora Margarida Ribeiro Machado
Laura Juliana vieitas Amorim Pires Costa
Manuel Alberto Morais Brás
Assunção das Dores Lanjeira De Almeida
Eugénia Maria Garcia Jorge Anes
Ana Cristina Gonçalves Lourenço

Resumen

Introdução: Em dezembro de 2019 a Organização Mundial de Saúde (OMS) foi informada de casos de pneumonia de etiologia desconhecida na cidade de Wuhan, China. Posteriormente foi isolado e identificado um novo Coronavírus – SARS-CoV-2. A 11 de março de 2020 a OMS declarou a pandemia, que implicou, mundialmente, a adoção de um conjunto de medidas urgentes que restringiram direitos e liberdades, potenciando situações de crise, nomedamente na área da saúde. Objetivos: Este estudo pretende avaliar o impacto da Pandemia no acesso aos serviços de saúde, pelos utentes. Metodologia: Realizou-se uma revisão integrativa da literatura, de acordo com a metodologia PICO, cuja colheita de dados foi realizada em abril de 2021, nas bases de dados SciELO, RCAAP, Cochrane Library, LILACS, PubMed, com as seguintes palavras-chave: Pandemia; Acesso aos Serviços de Saúde. Definiram-se como critérios de inclusão artigos publicados e indexados nas bases de dados científicas,entre março de 2020 eabril de 2021,acesso integral ao documento, artigos referentes a estudos quantitativos/qualitativos que retratassem a temática pertinente ao objetivo do trabalho e que respondesse à questão orientadora e artigos em português, inglês e espanhol. E como critérios de exclusão artigos quantitativos/qualiI tativos que não abordassem a temática, artigos que não respondessem à questão orientadora e se distanciassem do tema e artigos de RIL, dissertações de mestrado ou teses de doutoramento. Foram encontrados 284 artigos, tendo sido selecionados, após verificação dos critérios de inclusão e de exclusão 3 artigos. Resultados: A análise dos artigos incluídos no estudo permitiu abordar o impacto das medidas restritivas, suscitadas pela Pandemia, no acesso aos cuidados de saúde. Conclusão: A Pandemia por Sars-Cov-2 trouxe implicações no acesso aos cuidados de saúde, verificando-se a suspensão de tratamentos, consultas e cirurgias, com priorização de situações de urgência e emergência, potenciando situações de morbimortalidade por doenças evitáveis e tratáveis. 

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Detalles del artículo

Sección
Artículos

Citas

Borges, K., Oliveira, R., Macedo, D., & Santos, J. (2020). O impacto da pandemia de COVID-19 em indivíduos com doenças crônicas e a sua correlação com o acesso a serviços de saúde. Rev Cient Esc Estadual Saúde Pública Goiás “Candido Santiago”, 6(3). Retrieved from

https://docs.bvsalud.org/biblioref/2020/11/1129415/o-impacto-da-pandemia-de-covid-19-em-individuoscom-doencas-cronicas.pdf

Botelho, L., Cunha, C., & Macedo, M. (2011). O MÉTODO DA REVISÃO INTEGRATIVA NOS ESTUDOS ORGANIZACIONAIS. Gestão E Sociedade, 5(11), 121-136. Retrieved from https://doi.org/10.21171/ges.v5i11.1220

COVIDSurg Collaborative. (2020). Elective surgery cancellations due to the COVID-19 pandemic: global predictive modelling to inform surgical recovery plans. Wiley Online Library. doi:10.1002/bjs.11746

ERS. (2020). Entidade reguladora da Saúde. INFORMAÇÃO DE MONITORIZAÇÃO. Impacto da pandemia COVID-19 no Sistema de Saúde – período de março a junho de 2020, 1-46. Retrieved from https://www.ers.pt/media/3487/im-impacto-covid-19.pdf

Gail, C., Kenneth, C., Horby, B., & Nair, H. (2020). An evidence-based framework for priority clinical research questions for COVID-19. journal of h global health, 10(1). doi: 10.7189/jogh.10.011001

Galvão, T., & Pereira, M. (2014). Revisões sistemáticas da literatura: passos para sua elaboração. Epidemiologia e Serviços de Saúde, 23(1), 183-184. Retrieved from http://scielo.iec.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-49742014000100018&ln

Grupo de reactivación sanitaria - Colegio Médico de Chile. (2020). EL IMPACTO DE COVID19 EN EL SISTEMA DE SALUD Y PROPUESTAS PARA LA REACTIVACIÓN. Retrieved from http://www.colegiomedico.cl/wp-content/uploads/2020/08/reactivacion-sanitaria.pdf

Lucena,E., Freire, A., Freire, D., Araújo, E., Lira, G., Brito, A. … Cavalcanti, Y. (2020). Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada. doi:https://doi.org/10.1590/SciELOPreprints.819

Mendes, K., Silveira, R., & Galvão, C. (2008). Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto & Contexto - Enfermagem, 17(4), 758-764. Retrieved from https://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072008000400018

Patias, N., & Hohendorff, J. (2019). Critérios de qualidade para artigos de pesquisa qualitativa. Psicologia em Estudo, 24(e43536), 2-14. Retrieved from https://doi.org/10.4025/psicolestud.v24i0.43536

Santos, C., Pimenta, C., & Nobre, M. (2007). The PICO strategy for the research question construction and evidence search. Revista Latino-Americana de Enfermagem, 15(3), 508-511. Retrieved from https://doi.org/10.1590/S0104-116920070003000

Souza, M., Silva, M., & Carvalho, R. (2010). Integrative review: what is it? How to do it? Einstein (São Paulo), 8(1), 102-106. Retrieved from https://dx.doi.org/10.1590/s1679-45082010rw1134

WHO. (2021). World Health Organization. Retrieved from https://covid19.who.int/

WHO. (2021a). World Health Organization. Retrieved from https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019/technical-guidance/naming-the-coronavirus-disease-(covid-2019)-and-the-virus-thatcauses-it

WHO. (2021b). World Health Organization. Retrieved from https://www.who.int/healthtopics/coronavirus#tab=tab_1

Zeng, X., Zhang, Y., Kwong, J., Zhang, C., Li, S., Sun. F., & … Du, L. (2015). The methodological quality assessment tools for preclinical and clinical studies, systematic review and meta-analysis, and clinical practice guideline: a systematic review. Journal of Evidence-Based Medicine, 8, 2-10. doi:10.1111/jebm.12141