Estratégias na elaboração de planos de apoio para alunos com desenvolvimento atípico

Contenido principal del artículo

Nathalie Baril
Maria de Fátima Minetto
Iasmin Zanchi Boueri
Sabrina Fernandes de Castro
Thais Carolina Albach Carniel

Resumen

Os planejamentos individualizados assumem nomenclaturas diversas e funções com diferentes abrangências, como é o caso do Plano de Apoio Centrado no Aluno com desenvolvimento atípico. O objetivo geral do presente estudo foi desenvolver estratégias para a elaboração de planos de apoio centrados em alunos com desenvolvimento atípico. A partir deste, foram estabelecidos objetivos específicos: descrever as prioridades elencadas pela equipe de planejamento e elaborar um plano de apoio centrado no aluno com desenvolvimento atípico. Para atingir os objetivos propostos, foi necessário consultar os resultados da aplicação de dois instrumentos utilizados em uma pesquisa prévia com os mesmos participantes: os questionários sociodemográficos e a Escala de Intensidade de Apoio (SIS-C). O instrumento utilizado nesta pesquisa foi o Guia para a Elaboração do Plano Centrado no Aluno, elaborado por uma das autoras. Os participantes foram quatro mães e quatro professoras de alunos com desenvolvimento atípico, sendo que dois frequentavam uma escola regular e os outros dois uma escola de educação básica na modalidade de educação especial. Também participaram de uma das etapas da pesquisa profissionais da escola de cada aluno, incluindo terapeutas e pedagogos, configurando-se em uma pesquisa de caráter predominantemente qualitativo. Os resultados mostraram que, com as estratégias propostas, foi possível elaborar um plano para cada aluno. Conclui-se que todo o processo de construção deste plano é a maior contribuição desta pesquisa para futuros profissionais que pretendam dar continuidade em pesquisas que envolvam planos de apoios individuais. 

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Detalles del artículo

Sección
Artículos

Citas

AMERICAN PSYCHIATRIC ASSOCIATION [APA]. Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais. Tradução de: NASCIMENTO, M. I. C.; MACHADO, P. H.; GARCEZ, R. M.; PIZZATO, R.; ROSA, S. M. M. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2014. Título original: Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders.

BARIL, N. Avaliação de intensidade de apoio de comportamentos adaptativos e elaboração de plano centrado no aluno com desenvolvimento atípico [dissertação de mestrado – Setor de Educação]: Universidade Federal do Paraná. Disponível em: < https://acervodigital.ufpr.br/bitstream/handle/1884/63808/R%20-%20D%20-%20NATHALIE%20BARIL.pdf?sequence=1&isAllowed=y >. Acesso em: 25 maio de 2020.

BELLO, S., MACHADO, A. C. & ALMEIDA, M. A. Parceria colaborativa entre fonoaudiólogo e professor: análise dos diários reflexivos. Rev. Psicopedag, [online], v. 29, n. 88, s/p, 2012.

BRASIL. Decreto n. 7.611, de 17 de novembro de 2011. Dispõe sobre o atendimento educacional especializado. Brasília: Presidência da República/Casa Civil/Subchefia para Assuntos Jurídicos, 2011.

BRASIL. Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Institui a lei brasileira de inclusão da pessoa com deficiência (estatuto da pessoa com deficiência). Diário Oficial da União, Brasília, DF, 07 jul. 2015. p. 2.

BRASIL, Ministério da Educação. Plano Nacional de Educação. O PNE 2011-2020: metas e estratégias. Brasília: MEC, 2010.

BUNTINX, W. Understanding disability: a strenghts-based approach. In: WEHMEYER, Michael. The Oxford handbook of Positive Psychology and Disability. Nova York: Oxford University Press, 2014.DESSEN, Maria Auxiliadora.; POLONIA, Ana da Costa. A família e a escola como contextos de desenvolvimento humano. Paidéia, Ribeirão Preto, v. 17, n. 36, p. 21-32, 2007.

FELCE, D. Can Person-Centred Planning fulfil a strategic planning role? Comments on Mansell & Beadle-Brown. Journal of Applied Research in Intellectual Disabilities, London, v. 17, p. 27-30, 2004.

FEUERSTEIN, R., RAND, Y. & FEUERSTEIN, R. You love me! Don t accept as I am. Jesusalem: ICELP Publications, 2006.

GLAT, R., VIANNA, M. M. & REDIG, A. G.. Plano Educacional Individualizado: uma estratégia a ser construída no processo de formação docente. Revista Universidade Rural, Rio de Janeiro, v. 34, p. 108-129, 2012.

HERPS, M., BUNTINX, W. & CURFS, L. Individual support planning: perceptions and expectations of people with intellectual disabilities in the Netherlands. Journal of Intellectual Disability Research, London, v. 57, n. 11, p. 1027-1036, 2013. doi: 10.1111/j.1365-2788.2012.01598.x

HERPS, M. A.,et al. Individual supports plans of people with intellectual disabilities in residential services: content analysis of goals and resources in relation to client characteristics. J Intellect Disabil Res., London, v. 60, p. 3, p.254-262, 2016.

MELLO, A. de F. G. & HOSTINS, R. C. L. Construção mediada e colaborativa de instrumentos de avaliação da aprendizagem na escola inclusiva. Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 31, n. 63, p. 1025-1038, out./dez. 2018. doi: 10.5902/1984686X33101

PARANÁ. Conselho Estadual de Educação. Deliberação n. 02/2016. Dispõe sobre as normas para a modalidade Educação Especial no Sistema Estadual de Ensino do Paraná. Diário Oficial Executivo, n. 9788, 23 set. 2016. p. 12.

PLETSCH, M. D. & GLAT, R. A escolarização de alunos com deficiência intelectual: uma análise da aplicação do Plano de Desenvolvimento Educacional Individualizado. Linhas Críticas, Brasília, v. 18, n. 35, p. 193-208, 2012.

PLETSCH, M., et al. Plano de Desenvolvimento Psicoeducacional Individualizado (PDPI): estratégia para favorecer o processo de ensino e aprendizagem de alunos com deficiência intelectual. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL, IV, 2010; ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISADORES EM EDUCAÇÃO ESPECIAL, IV, 2010, São Carlos. Anais... Programa de Pós-Graduação em Educação especial; Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial (ABPEE), 2010. 1-10.

ROBERTSON, J., et al. Person-centred planning: factors associated with successful outcomes for people with intellectual disabilities. J Intellect Disabil Res., London, v. 51, p. 3, p. 232-243, mar./2017.

SCHALOCK, R., et al. Intellectual Disability: definition, classification, and systems of supports. 11. ed. Washignton, DC: American Association on Intellectual and Developmental Disabilities, 2010.

TANNUS-VALADAO, G. & MENDES, E. G. Inclusão escolar e o planejamento educacional individualizado: estudo comparativo sobre práticas de planejamento em diferentes países. Rev. Bras. Educ., Rio de Janeiro, v. 23, e230076, 2018. doi: 10.1590/s1413-24782018230076.

THOMPSON, J., et al. SIS-A: Person-centered Planning with the Supports Intensity Scale- Adult Version. A Guide for planning teams. Washington, DC: American Association on Intellectual and Developmental Disabilities, 2017.

THOMPSON, J. & VIRIYANGKA. Supports and supports needs. In: WEHMEYER, Michael. The Oxford Handbook of Positive Psychology and Disability. New York: Oxford Library of Psychology, 2014. p. 317-337.

THOMPSON., et al. Supports Intensity Scale- Children s Version. User s Manual. Washington, DC: American Association on Intellectual and Developmental Disabilities, 2016.

VAN LOON, J. Planes individuales de apoyo: mejora de los resultados personales. Individual Support Plans: enhancing personal outcomes. BC Middelburg, The Netherlands: Fundación Arduin y Departamento de Educación Especial de la Universidad de Gante, 2015. doi: 10.14201/scero20154612540