Solidão e isolamento nos idosos em Portugal: revisão sistemática da literatura

Contenido principal del artículo

Eugénia Maria Garcia Jorge Anes
Ana Ferreira
Caroline Veiga
Inês Lopes
Viviane Cordeiro
Manuel Alberto Morais Brás

Resumen

Portugal é um dos países europeus mais envelhecidos. A solidão e o isolamento nos idosos podem desencadear enorme sofrimento, com grande impacto na sua vida e na sua saúde. Este trabalho, pretende descrever e analisar a solidão e o isolamento em idosos em Portugal, identificando os determinantes e as estratégias adotadas no combate à solidão. É uma revisão sistemática da literatura. Os termos de pesquisa utilizados foram “solidão”,“isolamento” e “idoso”, nas bases de dados científicos RCAAP e Scielo, com intervalo temporal 2010-2018. Após aplicação dos critérios de inclusão e exclusão e avaliação da qualidade dos artigos, resultaram 8 artigos. Maioritariamente utilizaram metodologias quantitativas, com amostragem não probabilística. Foram identificados em todos os estudos baixos níveis de solidão e isolamento. Os determinantes de solidão e isolamento identificados nesta revisão são a morte do conjugue (50%), seguido da perda ou enfraquecimento da relação com os filhos (37,5%), o ser mulher (37,5%), o viver só (37,5%), a incapacidade de desempenho das AVD (37,5%), o aumento da idade (25%) e a presença de doenças (25%) e as carências económicas (12,50%). Estão presentes a adoção de adoção de mecanismos ou estratégias de combate à solidão e isolamento, que evidenciam a procura de atividades de relação, de inclusão e por outro lado, uma certa acomodação ao viver só. Concluímos que os idosos portugueses estudados apresentam em geral níveis baixos de isolamento e solidão. Sendo os principais determinantes o sexo, a idade, a presença do conjugue, o viver só, as relações com os filhos, a autonomia no desempenho das AVD, as comorbilidades e as carências económicas. Como estratégias de combate ou controlo da solidão surge a procura de atividades de relação, de inclusão e a adaptação ou acomodação ao viver só. O conhecimento desta realidade é de crucial importância ao nível da tomada de decisão. 

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Detalles del artículo

Sección
Artículos

Citas

Azeredo, Z.A.S. & Afonso, M.A.N. (2016). Rev. Bras. Geriatr. Gerontol., Rio de Janeiro; 19(2):313-324.

Calha, A.; Arriaga, M. & Cordeiro, R. (2014). Prevalência da solidão e depressão na população idosa residente na zona histórica da cidade de Portalegre. Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental [online]. 2014, n.espe1. 9-14.

Kmet, L.M.; Lee, R.C. & Cook, L.S. (2004). Standard quality assessment criteria for Evaluating Primary Research Papers from a Variety of Fields. Canada: Health Technology Assessment Alberta Heritage Foundation for Medical Research.

Neto F. (2000). Psicologia Social. Vol. II. Lisboa: Universidade Aberta.

Moraes, E.N.; Moraes, F.L. & Lima (2010). Características biológicas e psicológicas do envelhecimento. Rev Med Minas Gerais 2010; 20(1): 67-73.

Perissé ARS, Gomes M da M, Nogueira SA Revisões sistemáticas (inclusive metanálises) e diretrizes clínicas. In: Gomes M da M, organizador. Medicina baseada em evidências: princípios e práticas. Rio de Janeiro (RJ): Reichmann & Affonso; 2001. p.131-48.

PORDATA, Base de dados Portugal Contemporâneo (2020). Índice de Envelhecimento 2019. [acesso em 20 nov. 2020]. Disponível em: https://www.pordata.pt/Municipios/%C3%8Dndice+de+envelhecimento-458

Santos, A. (2002). Autonomia, dependência e independência no idoso. In: Santos. P.A. Depressão no Idoso. 2ª Ed. Coimbra, Quateto, 48-51.

SNS (Serviço Nacional de Saúde). Estudo | Impacto da solidão em idosos (acesso em 22 nov, 2020). Dispon~ivel em: https://www.sns.gov.pt/noticias/2019/07/22/estudo-impacto-da-solidao-em-idosos/

United Nations, Department of Economic and Social Affairs, Population Division (2019). World Population Prospects 2019, custom data acquired via website. [acesso em 20 nov. 2020]. Disponível em: https://population.un.org/wpp/Graphs/Probabilistic/POP/65plus/900